terça-feira, agosto 21, 2007

ABRIGO EM MEIO A CALAMIDADES!

Calamidade! Situação temida e muitas vezes inevitável. A paz é desejo de todo homem e toda mulher sobre a face da terra. Porém, todos os dias somos cercados de tantas realidades que nos afastam de nossos desejos. São necessidades físicas, sentimentais, espirituais, são estorvos e adversidades que todos nós passamos. Todo marinheiro com seu barquinho em alto mar após algum tempo de viagem vai afirmar: "Conheço o gosto amargo e denso da tempestade de estar a deriva, entregue ao léu." Esse é o retrato da vida humana na terra; insegurança, instabilidade, só uma certeza – um dia não estarei mais aqui. Como dizem os antigos, “na vida só uma coisa é certa: a morte”.

Existe, porém, uma esperança para todos nós, que compartilhamos este mesmo oceano, às vezes calmo e muitas vezes bravio, que não se chama; Atlântico, Pacifico ou Índico, mas que é a nossa vida diária. Nossa única esperança é o Deus soberano que está acima de todas as coisas, pois criou todas as coisas e tem tudo em seu controle. Quando não houver esperança para você encontre-a em Deus, quando tudo parecer seco e fechado, Ele é a água, Ele é a porta, pois suas palavras claras já nos disseram “Eu sou a água da vida, aquele que beber desta água que eu lhe der jamais terá sede de novo, E sou a porta das ovelhas aquele que vier a mim entrará sairá e encontrará pastagens”. Jesus é tudo em todos tem todo o poder sobre o céu e sobre a terra ele é Deus que morreu e ressuscitou, para nos salvar.

Tem misericórdia de mim, ó Deus. Declare essa verdade sempre, que tudo estiver perdido e não houver mais esperança, Você precisa crer por mais difícil que pareça, experimente, dê uma chance para você mesmo, e se você acreditar de todo o seu coração, eu lhe garanto que como um passarinho se abriga no seu ninho, você se abrigará seguro debaixo das asas de Deus e verá sua tempestade acalmar, seu deserto ser transformado em um lindo manancial.

Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia, pois em ti a minha alma se refugia; à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades. (Salmos 57:1)
Pr. Romney Cruz
Belo Horizonte

2 comentários:

Pr. William disse...

Enfrentar as bravias ondas desta vida, é mesmo uma tarefa impossível sem Deus. Posso dizer que se Deus nos deu da sua misericórdia, é poque Ele tem interesse em mim. E, é claro, sobre todas as pessoas que se aproximam dele com o coração aberto. Vitória só acontece no final de uma grande luta. Seja firme. Tenha fé.

Anônimo disse...

bom comeco