quarta-feira, novembro 28, 2007

DEUS AINDA FALA E OUVE AS PESSOAS.

Um certo jovem foi para o estudo da Bíblia numa noite de quarta-feira. O pastor dividiu o estudo entre ouvir a Deus e obedecer a Palavra do Senhor. O jovem não pôde deixar de querer saber se "Deus ainda fala com as pessoas?". Após a pregação ele saiu com os amigos para um lanche e discutiram a mensagem. De maneiras diversas falaram como Deus havia conduzido suas vidas de modos diferentes. Por volta das 10 horas quando o jovem dirigiu-se para casa, sentado no seu carro, começou a clamar: “Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo. Eu irei ouvi-lo. Farei tudo para obedecê-lo". Enquanto guiava seu carro pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito estranho: "Pare e compre um galão de leite". Ele balançou a cabeça e falou alto "Deus é o Senhor?”. Ele não obteve resposta e continuou indo em direção à sua casa. Porém, novamente, surgiu o pensamento "compre um galão de leite". O jovem pensou em Samuel e em como ele não reconheceu a voz de Deus, e como Samuel correu para Ele. "Muito bem, Deus! No caso de ser o Senhor, eu comprarei o leite". Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil. Ele ainda poderia também usar o leite. O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa. Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido "Vire naquela rua". Isso é loucura, pensou e, passou direto pelo retorno. Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua. No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua. Meio brincalhão, ele falou alto "Muito bem, Deus. Eu farei". Ele passou por algumas quadras quando, de repente, sentiu que devia parar. Ele brecou e olhou em volta. Era uma área misto de comércio e residência. Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança. Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam escuras, como se as pessoas já tivessem ido dormir, exceto uma do outro lado da rua que estava acesa. Novamente, ele sentiu algo: "Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua". O jovem olhou a casa. Ele começou a abrir a porta, mas voltou a sentar-se. "Senhor, isso é loucura." Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?". Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite. Finalmente ele abriu a porta e disse: "Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas. Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, tudo bem. Eu quero ser obediente. Acho que isso vai servir para alguma coisa, contudo, se eles não responderem imediatamente, eu vou-me embora daqui". Ele atravessou a rua e tocou a campainha. Ele pôde ouvir uma barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança. A voz de um homem soou alto: "Quem está aí? O que você quer?". A porta se abriu antes que o jovem pudesse fugir. Em pé, estava um homem vestido de jeans e camiseta. Ele tinha um olhar estranho e não parecia feliz em ver um desconhecido em pé na sua soleira. "O que é? ". O jovem entregou-lhe o galão de leite. "Comprei isto para vocês". O homem pegou o leite e correu para dentro falando alto. Depois, uma mulher passou pelo corredor carregando o leite e foi para a cozinha. O homem seguia-a segurando no braços uma criança que chorava. Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando "Nós oramos. Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado. Não tínhamos mais leite para o nosso bebê. Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite". Sua esposa gritou lá da cozinha: "Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco... Você é um anjo?" O jovem pegou a sua carteira e tirou todo dinheiro que havia nela e colocou-o na mão do homem. Voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua face. Ele acabara de experimentar: "Deus ainda responde pedidos".
Por pior que seja a situação saiba que Deus ouve, basta clamar; e Ele pode falar com alguém ou até mesmo mandar um anjo para socorrê-lo.

Um comentário:

betania disse...

eu nunca tinha ouvido uma história assim antes é maravilhoso o que Deus pode fazer nunca duvidemos disso